>>>>>CLIQUE ABAIXO E ACHE A NOTÍCIA MAIS RECENTE >>>>>

terça-feira, 22 de julho de 2014

23/07/2014 - quarta-feira - DOMINGUINHOS, AMY WINEHOUSE, SANTOS DUMONT e DJALMA SANTOS são os homenageados...

 23/07/2014 - quarta-feira

 HÁ 1 ANO MORRIA DOMINGUINHOS...SAUDADES

Dominguinhos morreu aos 72 anos em hospital de São Paulo

Músico lutava havia seis anos contra um câncer de pulmão.
Ele havia sido transferido para a capital paulista em 13 de janeiro.

SELO DOMINGUINHOS (Foto: Arnaldo Carvalho/JC Imagem/AE)
SP (Foto: Arnaldo Carvalho/JC Imagem/AE)

  O músico Dominguinhos morreu nesta terça-feira (23), aos 72 anos, no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo. Ele lutava havia seis anos contra um câncer de pulmão. De acordo com o hospital, o músico morreu às 18h em decorrência de complicações infecciosas e cardíacas.
Ao longo do tratamento, ele desenvolveu insuficiência ventricular, arritmia cardíaca e diabetes. Dominguinhos foi transferido para a capital paulista em 13 de janeiro. Antes, esteve internado por um mês em um hospital no Recife.
Considerado o sanfoneiro mais importante do país e herdeiro artístico de Luiz Gonzaga (1912-1989), José Domingos de Morais nasceu em Garanhuns, no agreste de Pernambuco. Conheceu Luiz Gonzaga com oito anos de idade. Aos 13 anos, morando no Rio, ganhou a primeira sanfona do Rei do Baião, que três anos mais tarde o consagrou como herdeiro artístico.

Instrumentista, cantor e compositor, Dominguinhos ganhou em 2002 o Grammy Latino com o “CD Chegando de Mansinho”. Ao longo da carreira, fez parcerias de sucesso com músicos como Gilberto Gil, Chico Buarque, Anastácia e Djavan, entre outros.

Ainda criança, Dominguinhos tocava triângulo com seus irmãos no trio “Os três pinguins”. Quando ele tinha oito anos de idade, foi “descoberto” por Gonzagão ao participar de um show em Garanhuns. A “benção” lhe foi dada pelo rei do baião quanto tinha 16.
 Dominguinhos durante apresentação em São Luis do Paraitinga em 2011. (Foto: José Patrício/Estadão Conteúdo) Dominguinhos em apresentação em São Luís do
Paraitinga (Foto:José Patrício/Estadão Conteúdo)

“Gonzaga estava divulgando para a imprensa o disco ‘Forró no Escuro’ quando ele me apresentou como seu herdeiro artístico aos repórteres”, lembrou-se Dominguinhos em entrevista ao G1 no final de 2012. “Foi uma surpresa muito grande, não esperava mesmo.”


De acordo com ele, o episódio aconteceu somente três anos depois de sua chegada ao Rio, acompanhado do pai, o também sanfoneiro Chicão. Mudaram-se para a cidade justamente para encontrar Luiz Gonzaga. “Em cinco minutos, ele me deu uma sanfona novinha, sem eu pedir nada”, prosseguiu. Naquele período, Dominguinhos saiu em turnê com o mestre para cumprir a função de segundo sanfoneiro e, eventualmente, de motorista.

Centenário de Gonzagão
No fim de 2012, Dominguinhos se dedicou ativamente às celebrações dos cem anos do nascimento de Luiz Gonzaga. Durante um show no dia centenário, 13 de dezembro, realizado na terra natal do músico, Exu (PE), Gilberto Gil comentou: “Dominguinhos teve a herança do Gonzaga, que ele incorporou, através das canções, dos estilos, o gosto pelo xote, xaxado”. 

Para Gil, no entanto, Dominguinhos soube trilhar um caminho próprio. “Dominguinhos foi além, em uma direção que Gonzaga não pôde, não teve tempo. Ele foi na direção do início de Gonzaga, o instrumentista, da época das boates do Mangue, no Rio de Janeiro, quando ele tocava tango, choro, polca, foxtrot, tocava tudo, repertório internacional, tudo na sanfona. ”

http://g1.globo.com/sao-paulo/musica/noticia/2013/07/dominguinhos-morre-em-hospital-de-sp.html

SINOPSE:
Dominguinhos

JOSÉ DOMINGOS DE MORAIS
Nascimento: 12/02/1941, Garanhuns, Pernambuco, Brasil
Falecimento: 23/07/2013 - Hospital Sírio Libanês, São Paulo - SP
Musico (sanfoneiro de 8 baixos), compositor e cantor; estréia artisticamente no trio OS 3 PINGUINS (com os irmãos); impulsionado por Luiz Gonzaga no Rio de Janeiro, atua em cassinos, gafieiras, dancings, churrascarias e boates (anos 1950 e 1960); ingressa na Rádio Nacional (1967), gravando o primeiro LP; divulgador dos temas nordestinos,  autor de sucessos como "Lamento Sertanejo", "Tantas Palavras", "De Volta para o Aconchego", etc; grava mais de 30 discos e ganha 4 prêmios SHARP.




SAUDADES DE AMY WINEHOUSE

Amy Winehouse
 AMY JADE WINEHOUSE
Nascimento: 14/09/1983, Enfield, Southgate, subúrbio de Londres, Inglaterra
Família: Mitchell Winehouse (motorista de táxi) e Janis (farmacêutica); tem um irmão mais velho: Alex - família judaica
Casamento: Blake Fielder-Civil (18/05/2007 a 16/07/2009, divórcio); tem um envolvimento com Reg Traviss, cineasta
Falecimento: 23/07/2011, 16:00 h, Camden, Londres, Inglaterra
Causa: "Overdose" (encontrada em seu apartamento)
Musicista (guitarrista), cantora e compositora "pop"; funda a banda de "rap" SWEET 'N' SOUR, AS SOUR (1993, de carreira curta); começa a cantar profissionalmente nos "pubs" londrinos (1999, com o cantor de "soul" Tyler James); primeiro álbum: "Frank" (10/2003, ISLAND RECORDS); autora de canções como "You Know I'm no Good", "Back to Black", "Me and Mr Jones", etc; sucesso com músicas como "Rehab", "Wake Up Alone", "Monkey Man", etc; sempre envolvida em escândalos pelo uso de álcool e drogas, tem diversas internações em clínicas de reabilitação; presa 2 vezes por posse de drogas (2008), chega atrasada e apresenta-se bêbada em diversos shows pelo mundo; diagnosticada com arritmia cardíaca pelo uso de cocaína e cigarro (06/2008); 5 GRAMMY (2008).


UMA HOMENAGEM A SANTOS DUMONT
Alberto Santos Dumont – O Pai da Aviação
Santos Dumont (ex-Palmira) - MG, 20/07/1873
Guarujá - SP, 23/07/1932
Foi um aeronauta, esportista e inventor do dirigível, do avião e do ultraleve.
Santos Dumont projetou, construiu e voou os primeiros balões com motor a gasolina. Esse mérito lhe é garantido internacionalmente pela conquista do Prêmio Deutsch em 1901, quando em um voo contornou a Torre Eiffel com o seu dirigível Nº 6, transformando-se em uma das pessoas mais famosas do mundo durante o século XX.
 Santos Dumont contornando a Torre Eiffel com o dirigível número 5, em 13 de julho de 1901.
Alberto Santos Dumont, que voava no céu de Paris, ao redor da Torre Eiffel, num tempo em que não tinha avião, por que ele estava lá em cima tratando justamente de inventar os grandes pássaros de ferro.
                                                                     dirigível nº 5
Em 23 de outubro de 1906, ele voou cerca de 60 metros a uma altura de dois a três metros com o Oiseau de Proie' (francês para ave de rapina), no Campo de Bagatelle, em Paris.
                                                                      14 bis (oiseau de proie)
Menos de um mês depois, diante de uma multidão de testemunhas, percorreu 220 metros a uma altura de 6 metros com o Oiseau de Proie III. Esses voos foram os primeiros homologados pelo Aeroclube da França de um aparelho mais pesado que o ar e possivelmente a primeira demonstração pública de um veículo levantando voo por seus próprios meios, sem a necessidade de uma rampa para lançamento.
Santos Dumont também foi o primeiro a decolar a bordo de um avião impulsionado por um motor a gasolina.  


Apesar de nós, brasileiros, considerarmos Santos Dumont como o responsável pelo primeiro voo num avião, na maior parte do mundo o crédito à invenção do avião é dado aos irmãos Wright.
MORTE: Em 1932 ocorreu a REVOLUÇÃO CONSTITUCIONALISTA, em que o Estado de São Paulo se levantou contra o governo revolucionário de GETÚLIO VARGAS. Mas o conflito aconteceu e aviões atacaram o campo de Marte, em São Paulo, no dia 23 de julho. Possivelmente, sobrevoaram o Guarujá, e a visão de aviões em combate pode ter causado uma angústia profunda em Santos Dumont que, nesse dia, aproveitando-se da ausência de seu sobrinho, suicidou-se, aos 59 anos de idade. Não deixou descendência ou nota de suicídio.


CURIOSIDADES:

. Assinava Santos Dumont para assinalar que respeitava igualmente sua origem brasileira e francesa.



. Usava em seus voos uma meia de Madame Letellier amarrada ao pescoço, que foi uma das mulheres mais famosas da Europa e tinha tido muita sorte na vida.


. Imaginava que um dia os aviões seriam como automóveis aéreos e cada pessoa teria um para ir ao trabalho. Não ficou contente com os rumos que a aviação comercial tomou, ao construir aviões maiores e mais caros, desviando-se do que ele tinha como objetivo (aviões a preço de automóvel). Chegou a vender 40 demoiselles e não se opunha a que outros copiassem o projeto e o comercializassem.

. Em 1904 Louis Cartier criou o primeiro relógio de pulso que se tem notícia, a pedido de seu amigo Santos Dumont, para que pudesse consultar as horas com mais facilidade quando estivesse voando. 100 anos depois, a joalheria Cartier ainda fabrica linha de relógios Dumont. Por essa razão, atribui-se a Santos Dumont a popularização do relógio de pulso, para substituir os relógios de bolso, então utilizados.

. O primeiro degrau da escada de acesso a sua casa, em Petrópolis, RJ, corresponde à metade dos demais degraus, de maneira que todos os visitantes devessem iniciar a subida com o pé direito. (A escada é feita de meios degraus alternados, para evitar bater os calcanhares).

. As suas irmãs mais velhas, Maria Rosalina, Virginia e Gabriela casaram-se com três irmãos, respectivamente chamados Eduardo Vilares, Guilherme Vilares e Carlos Vilares. (fonte: várias Internet)





HÁ 1 ANO MORRIA DJALMA SANTOS
Djalma Santos

 DJALMA DOS SANTOS
Nascimento: 27/02/1929, Parada Inglesa, São Paulo, São Paulo, Brasil

Falecimento: 23/07/2013
Jogador de Futebol (lateral direito), começa na PORTUGUESA DE DESPORTOS/SP (1948 a 1958); ídolo no PALMEIRAS/SP (1958 a 1968) e ATLÉTICO/PR (1969 a 1970); estréia na Seleção no Pan-Americano de 1952 (3 gols); joga pela Seleção nas Copas de 1954, 1958, 1962 (Bi-Campeão, no Chile) e 1966: 121 jogos pela seleção; encerra a carreira no ATLÉTICO/PR, tornando-se técnico e investidor imobiliário.



DIA DO FESTIVAL DE NEPTUNÁLIA Este festival romano durava dois dias e homenageava Netuno, Senhor do Elemento Úmido, o deus dos mares e dos terremotos.
MAGIA: Nesse dia, realize este ritual para livrar sua vida dos tremores e abalos.
Num cálice com água, salpique com os dedos um pouco de sal.
Acenda uma vela azul com o símbolo do tridente desenhado, mergulhe as pontas dos dedos indicadores na água, enquanto mentaliza seu pedido de proteção, passe a água salgada na vela. Coloque-a acesa em um altar com vários objetos marinho, tais como conchas, areia, etc. (http://mirhyamcanto.blogspot.com)


. Dia da Polícia Rodoviária Federal - comemoração de brasileiros que alguns citam como "Dia do Guarda Rodoviário", para marcar a data da criação do 1º quadro de "Inspetores de Tráfego", hoje Polícia Rodoviária Federal, que foi instituído no Brasil em 23/07/1935.(datasdodia.net)



NA HISTÓRIA:

 23/07/1993 - Oito crianças e adolescentes são mortos no centro do Rio no que ficou conhecido como a Chacina da Candelária


PARABÉNS AOS ANIVERSARIANTES DE 23/07 - Amigos do Facebook: ouça uma homenagem pela 92.5 FM, as 10, 12, 18 e 20 horas ou pelo site


Quarta, 23 de julho


CLAUDIO RODRIGUES DE VALOIS 


  


  

Aniversariantes 23/07 (menos famosos)  
www.projetovip.net
AMÁLIA RODRIGUES
Amália Rodrigues
AMÁLIA DA PIEDADE REBORDÃO RODRIGUES
Nascimento: 23/07/1920 (comemorava no dia 1), Rua Martins Vaz, Freguesia de Pena, Alcântara, Lisboa, Portugal
Filiação: Albertino de Jesus Rodrigues e Lucinda da Piedade Rebordão
Casamento: Francisco da Cruz (1942 a 1944, divórcio); César Seabra (1961 a 1997, sua morte)
Falecimento: 06/10/1999, Lisboa, Portugal
Atriz (estréia no teatro de revista "Ora, Vai Tu", 1940) e cantora, tida como a maior fadista de todos os tempos, propagando-o por todo o mundo; estréia na vida artística cantando no "Retiro da Severa" (1939); tem sucessos como "Ái, Moraria" (composto no RJ), "Fado de Peniche", etc; estréia no cinema em "Capas Negras" (1947).


Oswaldo Loureiro
OSWALDO LOUREIRO FILHO FAZ 82 ANOS
Nascimento: 23/07/1932, Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil
Ator cinematográfico (estréia em "O Brasileiro João de Souza", 1944), de teatro e TV; destaca-se em filmes como "Mineirinho Vivo ou Morto" (1967), "As Confissões de Frei Abóbora" (1971), "Se se Segura, Malandro!" (1978), etc. e novelas da Rede Globo como "Roda de Fogo" (1978), "Roque Santeiro" (1985), "Que Rei sou Eu" (1989), etc.







EDUARDO ARAÚJO FAZ 69 ANOS
Eduardo Araujo

EDUARDO OLIVEIRA ARAUJO
Nascimento: 23/07/1945, Fazenda Aliança, Joaíma, norte de Minas Gerais, Brasil
Filiação: Lídio Araujo
Casamento: Sivinha (1959 a 25/06/2008, viúvo): filhos Mônica e Eduardo Luke
Músico (violonista), cantor e compositor popular, pioneiro do "rock" no país; estréia artísticamente no programa de rádio de Aldair Pinto (1960); faz sucesso na época da Jovem Guarda, destacando-se com sucessos como "Pode Vir Quente que Eu Estou Fervendo", etc; primeira composição: "Cachaça com Farinha"; primeira gravação: "O Bom" (1966, com THE FEVERES); primeiro disco "country": "Um Homem Chamado Cavalo" (1988); coloca a carreira em segundo plano para dedicar-se à família e ao estilo de vida que gosta: em sua fazenda.

  



FLÁVIO VENTURINI FAZ 65 ANOS

Flávio Venturini

FLÁVIO HUGO VENTURINI
Nascimento: 23/07/1949, Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil
Músico (tecladista e violonista), compositor e cantor "pop; revelado no movimento CLUBE DA ESQUINA (anos 1960); sucesso na mais importante banda de rock progressivo brasileiro: O TERÇO; funda a banda 14-BIS (início década 1980); autor de sucessos como "Espanhola", "Linda Juventude", "Todo Azul do Mar", etc; segue carreira solo, destacando-se com músicas como "Princesa", "Paisagem da Janela", "Mais uma Vez", etc.


SHEILA MELLO FAZ 36 ANOS
Sheila Mello
SHEILA CHESED DE ALMEIDA MELLO
Nascimento: 23/07/1978, Cidade Ademar, São Paulo, São Paulo, Brasil
Casamento: Fernando de Queiroz Scherer, "Xuxa" (2010)
Cantora, modelo e dançarina; formada em balé clássico e moderno, ganha o concurso para substituir Carla Perez no grupo É O TCHAM! (1998); pousa nua para as revistas "Playboy" (1998, sendo capa em outras 2 edições) e "Sexy" (10/2007); forma-se em Artes Cênicas na escola de teatro Célia Helena; estréia na TV no "reality-show" "A Fazenda" (2009) e no cinema no filme "Alphaville 2007 D. C." (2007); destaca-se em peças como "Uma Empregada Quase Perfeita", "Viúva, Porém Honesta", "Gretta Garbo Quem Diria, Acabou no Irajá", etc.



RODRIGO E RICARDO SPERAFICO FAZEM 35 ANOS
RODRIGO SPERAFICO (Toledo, Paraná, 23 de julho de 1979), é um piloto brasileiro de automobilismo. Atualmente corre pela Sotck Car Brasil, assim como seu irmão gêmeo e também piloto RICARDO SPERAFICO.  É primo de Rafael Sperafico que faleceu em um acidente correndo pela Stock Car Light em 2007. É um dos 10 pilotos paranaenses que competem na Stock Car.(wikipedia)
 
RICARDO  SPERAFICO  (23 de julho de 1979, Toledo, Paraná) é um piloto brasileiro de automobilismo.  Em 2011 vem participando de algumas etapas da Stock Car pela Scuderia 111.


FELIPE DYLON FAZ 27 ANOS
Felipe Dylon
FELIPE PRIOLLI DYLONG
Nascimento: 23/07/1987, Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil
Filiação: Luiz Felipe Dylong e Maria Lucia Priolli
Cantor "pop", forma a banda NA BOA (1997); vocalista da banda SEIS MANÉS; faz shows em todo o BRA, EUA e JAP; primeiro single: "Deixa Disso" (2003); primeiro álbum: "Felipe Dylon" (2003); apresenta o programa "Top Top" (2006, MTV); sucesso com canções como "A Sua Maneira", "Dorme Nua", "Garota Dourada", etc. 



Iris Stefanelli

  • Nome completo Irislene Íris Stefanelli
  • Idade 35 anos
  • Data de nascimento 23/07/1979
  • Signo Câncer
  • Twitter @irisstefanelli
  • Frase "Sou uma pessoa fashion e gosto de estar bem vestida"


Daniel Radcliffe

  • Nome completo Daniel Jacob Radcliffe
  • Idade 25 anos
  • Data de nascimento 23/07/1989
  • Signo Câncer





Morre Ariano Suassuna 
Nacionalidade  brasileiro
Data de nascimento 16 de junho de 1927
Local de nascimento João Pessoa, Paraíba
Data de falecimento 23 de julho de 2014 (87 anos)
Local de falecimento Recife, Pernambuco
Ocupação Dramaturgo, romancista, ensaísta e poeta
Magnum opus Auto da Compadecida (wikipedia)

Morre no Recife, aos 87 anos, o escritor Ariano Suassuna
Ele sofreu um AVC na noite de segunda-feira e passou por cirurgia.
Nascido na Paraíba, ele vivia no Recife desde 1942.
Em março de 2010, Ariano Suassuna deu uma aula-espetáculo durante o Festival de Teatro de Curitiba (Foto: Lenise Pinheiro / Folhapress)Em março de 2010, Ariano Suassuna deu uma aula-espetáculo durante o Festival de Teatro de Curitiba (Foto: Lenise Pinheiro / Folhapress)
Morreu no Recife, nesta quarta-feira (23), o escritor, dramaturgo e poeta paraibano Ariano Suassuna, aos 87 anos. Ele estava internado desde a noite de segunda (21) na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Português, onde foi submetido a uma cirurgia na mesma noite após sofrer um acidente vascular cerebral (AVC) do tipo hemorrágico. Segundo boletim médico, o escritor faleceu às 17h15. "O paciente teve uma parada cardíaca provocada pela hipertensão intracraniana".
O velório do corpo do escritor começa ainda esta noite, no Palácio do Campo das Princesas, sede do governo estadual, que decretou luto oficial de três dias. A partir das 23h, será aberto o acesso do público ao local. O enterro está previsto para a tarde de quinta-feira (24), no cemitério Morada da Paz, em Paulista, no Grande Recife.
Internamentos
Em 2013, Ariano foi internado duas vezes. A primeira delas em 21 de agosto, quando sentiu-se mal após sofrer um infarto agudo do miocárdio de pequenas proporções, de acordo com os médicos, e ficou internado na unidade coronária, mas depois foi transferido para um apartamento no hospital. Recebeu alta após seis dias, com recomendação de repouso e nenhuma visita.

Dias depois, um aneurisma cerebral o levou de volta ao hospital. Uma arteriografia foi feita para tratamento e ele saiu da UTI para um apartamento do hospital, de onde recebeu alta seis dias depois da internação, no dia 4 de setembro.
Na noite de segunda-feira (21), Ariano Suassuna deu entrada no hospital e foi operado após o diagnóstico do AVC. A cirurgia foi para a colocação de dois drenos, na tentativa de controlar a pressão intracraniana. Na noite de terça, o quadro dele se agravou, devido a "queda da pressão arterial e pressão intracraniana muito elevada", conforme foi informado em boletim.
Na aula-espetáculo, Ariano mistura causos, informações sobre elementos da cultura popular nordestin a (Foto: Costa Neto / Secretaria de Cultura de Pernambuco)
Na aula-espetáculo que ministrou no Festival de Inverno de Garanhuns, na semana passada, mais uma vez Ariano misturou causos, informações sobre elementos da cultura popular nordestina; o grupo Arraial foi o convidado para os números de música e dança (Foto: Costa Neto / Secretaria de Cultura de Pernambuco)

 Ativo até o fim
Ariano Suassuna nasceu em 16 de junho de 1927, em João Pessoa, e cresceu no Sertão paraibano. Mudou-se com a família para o Recife em 1942. Mesmo com os problemas na saúde, ele permanecia em plena atividade profissional. "No Sertão do Nordeste a morte tem nome, chama-se Caetana. Se ela está pensando em me levar, não pense que vai ser fácil, não. Ela vai suar! Se vier com essas besteirinhas de infarto e aneurisma no cérebro, isso eu tiro de letra", disse ele, em dezembro de 2013, durante a retomada de suas aulas-espetáculo.
Em março deste ano, Ariano foi homenageado pelo maior bloco do mundo, o Galo da Madrugada.  Ele pediu que a decoração fosse feita nas cores do Sport, vermelho e preto, e ficou muito contente com a homenagem. “Eu acho o futebol uma manifestação cultural que tem muitas ligações com o carnaval”, disse, na ocasião.
No mesmo mês, o escritor concedeu uma entrevista à TV Globo Nordeste sobre a finalização de seu novo livro, “O jumento sedutor”. Os manuscritos começaram a ser trabalhados há mais de trinta anos.
Na última sexta-feira, Suassuna apresentou uma aula espetáculo no teatro Luiz Souto Dourado, em Garanhuns, durante o Festival de Inverno. No carnaval do próximo ano, o autor paraibano deve ser homenageado pela escola de samba Unidos de Padre Miguel, do Rio de Janeiro.


Obra
A primeira peça do escritor, "Uma mulher vestida de sol", ganhou o prêmio Nicolau Carlos Magno em 1948. Ariano escreveu um de seus maiores clássicos, "O Auto da Compadecida", em 1955, cinco anos depois de se formar em direito. A peça foi apresentada pela primeira vez no Recife, em 1957, no Teatro de Santa Isabel, sem grande sucesso, explodindo nacionalmente apenas quando foi encenada – e ganhou o prêmio – no Festival de Estudantes do Rio de Janeiro, no Teatro Dulcina. A obra é considerada a mais famosa dele, devido às diversas adaptações. Guel Arraes levou o “Auto” à TV e ao cinema em 1999.
O escritor considera que seu melhor livro é o “Romance d'A Pedra do Reino e o príncipe do sangue do vai-e-volta”. A obra começou a ser produzida em 1958 e levou 12 anos para ficar pronta. Foi adaptada por Luiz Fernando Carvalho e exibida pela Rede Globo em 2007, com o nome de "A pedra do reino".
Na década de 70, Ariano começou a articular o Movimento Armorial, que defendeu a criação de uma arte erudita nordestina a partir de suas raízes populares. Ele também foi membro-fundador do Conselho Nacional de Cultura.
Após 32 anos nas salas de aula, Suassuna se aposentou do cargo de professor da Universidade Federal de Pernambuco, em 1989. O período também ficou marcado pelo reconhecimento nacional do escritor – Ariano tomou posse na cadeira 32 da Academia Brasileira de Letras (ABL), no Rio de Janeiro, em 1990.
 fonte: http://g1.globo.com/pernambuco/noticia/2014/07/morre-no-recife-aos-87-anos-o-escritor-ariano-suassuna.html



PSB lamenta falecimento de Ariano Suassuna
Divulgação     
  PSB deixa seu adeus para Ariano Suassuna, presidente de Honra do Partido

Um sorriso sincero
Uma palavra carinhosa
Uma atitude construtiva.
É com pequenas ações que cada um de nós contribui para fazer um mundo melhor...
PENSE !!!!
O Senhor do universo está em cada ato seu praticado com amor.
QUE O SENHOR DO UNIVERSO A TODOS ILUMINE
DOMÊNICO
 

 

 

3 comentários:

  1. Eu agradeço do fundo do meu coração, o maior presente que eu recebo, é as amizades de vcs sempre, eu desejo a vcs Vanisa e Domenico, e família, toda felicidade. e que fique com nosso criador DEUS, deste amigo Claudio.

    ResponderExcluir
  2. CLÁUDIO, QUE DEUS TE ILUMINE, TE GUIE E TE INTUA ... FELICIDADES ... VANISA E DOMÊNICO

    ResponderExcluir
  3. Rádio Mongaguá, a Nossa Rádio! Dani

    ResponderExcluir